Habittus

Método Kaizen Para Melhoria Contínua. Faz Sentido?

Método Kaizen para melhoria contínua. Faz sentido?

5/5
Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Tempo de leitura: 2 minutos

A palavra Kaizen tem origem japonesa e significa melhoria contínua.

A premissa básica deste princípio é “hoje melhor que ontem, amanhã melhor que hoje.”

Tal método é tão eficiente que para muitos é considerado uma filosofia e estilo de vida.

No entanto é preciso ter moderação quando da sua aplicação.

Como geralmente tudo na vida, os excessos são sempre ruins em qualquer situação.

E você agora pode estar se perguntando: “ok, mas como isto funciona?”

Posso te falar que: a ideia aqui é eliminar os desperdícios dentro da organização.

Desta forma é possível aumentar a eficiência de todos os processos, bem como a melhoria dos resultados a médio e longo prazos.

Para quem já estudou alguma coisa de Teoria da Administração e conhece o sistema Toyota, saiba que ele foi o ponto de partida para esta filosofia.

Quais os pilares deste método?

Ele se baseia na redução de custos e aumento da produtividade.

Para isto, o meio coletivo sempre deve prevalecer sobre o individual, que a pessoa é vista como foco da organização e deve ser incentivado a direcionar seu esforço para os objetivos coletivos da companhia, não deixando de lado as necessidades pessoais.

Para Masaaki Imai, criador do processo, os mandamentos do Kaizen são:

O desperdício deve ser eliminado, pois melhorias graduais devem ocorrer continuamente.

Todos os colaboradores devem estar envolvidos, de gestores do topo até intermediários e pessoal de base.

O Kaizen é baseado em uma estratégia barata; acredita-se que um aumento de produtividade pode ser obtido sem investimentos significativos, sem a necessidade de se aplicar somas astronômicas em tecnologias e consultores.

Pode ser aplicado em qualquer lugar e não somente dentro da cultura japonesa.

Apoia-se no princípio de uma gestão visual, de total transparência de procedimentos, processos e valores, tornando os problemas e os desperdícios visíveis aos olhos de todos;

A atenção deve ser dirigida ao local onde se cria realmente valor, ou seja, o chão de fábrica (isto no caso de uma indústria – no da sua empresa, priorize o ambiente de trabalho).

O Kaizen é orientado para os processos.

Dá prioridade às pessoas; acredita-se que o esforço principal de melhoria deve vir de uma nova mentalidade e de um estilo de trabalho diferente por parte das pessoas. Isso por meio da orientação pessoal para a qualidade e para valores como: espírito de equipe, sabedoria, moral e autodisciplina.

O lema essencial da aprendizagem organizacional é: aprender fazendo.

Achou interessante?

Por que não implantar tal método, e principalmente basear-se no Kaizen para a contratação de colaboradores mais engajados com a filosofia da sua companhia?

A Habittus está pronta para ser a sua parceira nesta tarefa!

Shopping Basket