imagem artigo 10 erros ti

10 maiores erros de recrutamento de TI

Tempo de leitura: 4 minutos

A medida que a escassez de talentos paira sobre praticamente todos os setores, as empresas passaram a reconhecer que mudar a estratégia de recrutamento pode proporcionar maior vantagem competitiva e gerar ótimos resultados. A abordagem tradicional, em muitos casos está enraizada na cultura organizacional. O lado bom é que muitas organizações já decidiram se adaptar e podem ficar em destaque no quesito atração de talentos. Aqui estão os dez erros mais comuns, que nós, como recrutadores identificamos ao longo dos últimos anos.



1- Demora para entrar em contato com os candidatos que demonstraram interesse

Algumas empresas levam semanas para responder e, eventualmente, os candidatos perdem o interesse porque recebem muitas ofertas frequentemente. Em um piscar de olhos, você pode perder o candidato perfeito.

2- Entrevistas, entrevistas e mais entrevistas

Bem, vamos colocar dessa maneira, você não precisa agendar 15 entrevistas e reuniões antes de contratar alguém. De fato, não deve demorar mais do que algumas semanas para que a decisão final seja tomada. Se sua empresa é flexível e está disposta a fazer um esforço, uma entrevista com o CEO seria muito útil, especialmente para o candidato conhecer a cultura de da empresa. No final da contas, trata-se de fazer a escolha mais sábia, mas não perder muito tempo com pequenos detalhes.

3- Elaborar a descrição de vaga de forma ‘’padrão’’ e esperar algo em troca

Job description ineficazes podem ser seu pior pesadelo. Os candidatos de TI são bombardeados por milhares de ofertas de emprego e a maioria nem se dá ao trabalho de olhar. Use estratégias não convencionais e divulgue suas vagas em locais direcionados aos profissionais de TI. Esqueça tudo sobre os métodos tradicionais de recrutamento.


4- Não seja um SPAM humano (ligando, enviando e-mails, whatsapp e mensagens no Linkedin)

Escolha as pessoas com quem você deseja fazer contato com muito cuidado e, em seguida, envie mensagens personalizadas. Reserve um tempo para conhecer os perfis e diga-lhes por que eles se encaixam na vaga. Tenha muita cautela com o Linkedin, é definitivamente uma rede interessante para procurar candidatos, mas não deve ser sua única ferramenta de busca por profissionais.


5- Achar que o recrutamento de TI é um trabalho que qualquer um pode fazer

Trata-se de um trabalho complexo. Se você é uma startup, por exemplo não se preocupe e contrate alguma empresa especializada para fazê-lo corretamente. O que você de fato precisa é um processo de hunting bem feito, alguém que use tecnologia e táticas não tradicionais para buscar talentos. Essa pessoa deve entender de tecnologia e ter habilidades de vendas incríveis.

6 – Pacotes de benefícios obsoletos

A revolução digital está sendo adotada por uma variedade de setores, isso significa que a busca por talentos na área de tecnologia será cada vez mais acirrada. As empresas não familiarizadas com o recrutamento para TI estão tendo que ser criativas para atrair os profissionais desejados, enquanto outras ainda relutam para se adaptar e alterar os pacotes de benefícios que oferecem. Em vez de gastar dinheiro com a situação, análise o cenário atual e faça uma pesquisa dos benefícios que você pode oferecer e tente adaptá-los às demandas do mercado. Não é incomum que setores novos na contratação de TI tentem oferecer mais flexibilidade, com o trabalho home office, por exemplo, que pode ser um fator decisivo para que um candidato aceite ou não a sua vaga. Não se trata apenas de personalizar seu pacote de benefícios, é claro. Atrair e reter talentos de qualidade requer investimento contínuo.


7- Oportunidades limitadas de aprendizado

O ritmo acelerado da evolução tecnológica reflete uma constante necessidade de desenvolvimento profissional. Não apenas o treinamento é necessário, mas os melhores talentos esperam por isso. O custo inicial envolvido com uma nova contratação é mínimo em comparação com o desenvolvimento contínuo para garantir que sua equipe possa tirar o melhor proveito de suas soluções digitais. Programas de treinamento e desenvolvimento devem ser um compromisso constante que muitas empresas deixam de prestar atenção e podem encontrar uma taxa de rotatividade maior do que gostariam.

8. Tecnologia desatualizada

O pessoal de tecnologia gosta de aprender coisas novas e de desafios. Ninguém quer trabalhar com as mesmas tecnologias que estavam trabalhando anos atrás. Garantir que sua empresa tenha os produtos mais atualizados pode custar dinheiro, mas você será recompensado quando se trata de atraitr os profissionais mais ambiciosos e dedicados.

Também é importante citar que, por esse motivo, alguém com histórico de mudança para novas empresas com frequência possa estar fazendo isso para manter-se atualizado(a) com as tendências atuais, em vez de ser considerado (a), um (a) profissional sem comprometimento, por exempo.

No recrutamento de TI, conversamos regularmente com candidatos que estão lutando para encontrar seu próximo emprego, porque os empregadores em potencial os interpretam mal, como um risco de desistência. Isso é um grande erro que muitas empresas cometem e as faz perder excelentes e ambiciosos talentos.

9. Aplicar testes técnicos pouco desafiadores

Quando você está recrutando para área de TI, é crucial testar seus candidatos. Pode-se dizer que eles já trabalharam com Javascript antes, mas se isso foi há 5 anos, ele pode não acompanhar as tarefas diárias. Elabore um desafio e teste para analisar o comprometimento, as habilidades de resolução de problemas, a qualidade do trabalho e a velocidade, mas esteja atento para que os testes sejam de fato compatíveis com o nível da vaga.

10. Ignorando tendências

Vários outros fatores podem influenciar a próxima mudança na carreira de alguém, e isso significa que você deve se manter atualizado com as tendências que afetam os profissionais da sua área, aqueles que sua empresa deseja contratar. Faça sua própria pesquisa e analise os resultados para avaliar possíveis alterações em seu processo de recrutamento.

Caso seja um gerente de recrutamento, trate bem os candidatos. Você nunca sabe quando precisará contratar novamente, e vender a sua empresa agora é mais fácil do que tentar conquistá-los após uma primeira experiência ruim.

Seu talento digital não vai esperar

Recrutar os melhores talentos em TI custa dinheiro. Os melhores profissionais estão em alta demanda e ficam em vantagem, o que significa que não é uma área em que você tenha muito espaço para negociação. Ficar esperando ou focar em obter o melhor negócio para si mesmo dificilmente vai funcionar a seu favor. Em vez disso, você vai ficar de mão vazias e enfrentará uma espera mais longa para preencher as vagas que precisa preencher rapidamente. 

Muitas empresas falham e cometem erros simples e evitáveis quando se trata de recrutar a equipe responsável por impulsionar sua transformação digital.

Então, se você evitar esses erros comuns, estará claramente melhorando suas habilidades de contratação de TI.

Sinta-se à vontade para entrar em contato comigo se tiver alguma sugestão ou se desejar saber mais sobre recrutamento técnico.

DESISTENCIA PROCESSO SELETIVO

Por que os candidatos desistem da sua vaga?

Tempo de leitura: 4 minutos

Você fez todo o processo de divulgação de vagas, triagem de currículos, convocação para entrevista, dinâmica ou até mesmo contratou uma empresa especializada para encontrar o candidato ideal mas, não consegue montar uma equipe estável ou nem mesmo preencher a posição no tempo desejado.

Essa é a situação atual da sua empresa?  Quer saber por que isso acontece?

Somos especialistas em soluções de RH e por isso fazemos constantes pesquisas sobre o mercado de trabalho e levantamento dos maiores desafios na arte de gerir pessoas.

Sabemos que existe uma quantidade expressiva de profissionais sem qualificação, e mesmo com altas taxas de desemprego e desocupação no país, muitos candidatos simplesmente desistem antes do período de experiência ou até mesmo ao longo do processo seletivo.

Conheça alguns fatores que levam a essa situação:

Principais causas de desistência durante um processo seletivo

  1. Proposta com salário maior e mais benefícios de outra empresa;
  2. Demora no feedback do processo seletivo, ou seja, participaram de todo o processo mas o resultado demorou e perderam o interesse e/ou credibilidade na empresa;
  3. Não gostaram do ambiente da empresa ou foram mal recepcionados durante o processo seletivo;
  4. Divergência de informações entre o que constava no anúncio da vaga e o que foi dito pelo entrevistador;
  5. Falta de preparo do entrevistador;
  6. Opinião de familiares e amigos sobre a oportunidade (alguns candidatos mencionaram que levam em consideração  o incentivo de familiares para aceitar ou recusar uma vaga);
  7. Não tem motivação para ocupar a vaga pois, são sustentados pelos pais ou cônjuge;
  8. Exercem alguma atividade informal e ganham mais do que o oferecido pela vaga em regime CLT;
  9. Falta de clareza na descrição das atividades e informações detalhadas sobre a vaga;
  10. Falta de dinheiro para deslocamento até o local da entrevista e vergonha de expor a situação para o recrutador;
  11. Estão apenas sondando o mercado para analisar possíveis mudanças de carreira;
  12. Metas inatingíveis (para vagas na área comercial), os candidatos apontaram que em alguns casos a meta chega a ser incompatível com a realidade do segmento, produto ou serviço e o profissional não consegue atingir por mais esforço e dedicação que tenha, o que gera desmotivação e falta de retorno financeiro por não ganharem a comissão, e quando isso acontece voltam a buscar novas oportunidades;
  13. Falta de benefícios como Plano de Saúde e Vale Refeição com valor compatível para alimentação na região de trabalho, ou seja, em algumas propostas o valor do VR não é suficiente para realizar uma refeição básica nos restaurantes e demais estabelecimentos próximos á empresa.
  14. Principais causas da desistência após a aprovação e/ou início das atividades

O processo ocorreu dentro da normalidade; currículo excelente, candidato entusiasmado com a vaga, entrevista produtiva, testes melhores ainda. Enfim, tudo correto. Até o momento em que recebemos a fatídica notícia que o profissional desistiu da vaga.

Dificilmente alguma empresa não passou pela experiência de “perder” um candidato lá no final do processo ou após as primeiras semanas de contratação.

Veja abaixo as principais causas para que isso aconteça:

  1. Falta de registro em carteira imediato após a contratação;
  2. Falta de treinamento adequado e acompanhamento inicial;
  3. Falta de clareza quanto ao desempenho e performance esperado pela empresa;
  4. Ambiente de trabalho ruim (fofocas, intrigas e conflitos constantes);
  5. Outra proposta de trabalho com mais benefícios e aumento salarial;
  6. Falta de adaptação ao produto/serviço (referente a vagas na área de vendas);
  7. Atraso de pagamentos em geral: salários, vale transporte, comissões, bonificação etc;
  8. Proposta de outra empresa para realizar a mesma função ou similar em HomeOffice;
  9. Acúmulo de atividades sem recebimento de hora extra;
  10. Equipamentos e computadores obsoletos, softwares desatualizados e falta de ferramentas para a execução do trabalho;
  11. Falta de reconhecimento e oportunidade de colaborar com ideias;
  12. Problemas de relacionamento com o gestor imediato e/ou dono da empresa.

Esses são alguns dos motivos citados com mais frequência pelos candidatos e que os levam a desistir de uma vaga ou nem mesmo concluir o processo de seleção.

Lembre-se do Princípio 90 / 10 de Stephen Covey, famoso escritor norte-americano. Ele afirma que apenas uma pequena parte dos acontecimentos de nossas vidas depende das circunstâncias , apenas 10% da vida está relacionado com o que se passa com você, os outros 90% estão relacionados com a forma como você reage ao que se passa com você e nesse caso, com a sua empresa.

O que isto quer dizer? Realmente, sua empresa não tem controle sobre 10% do que acontece nela. Não podemos evitar que o candidato falte em uma entrevista de seleção, que as pessoas se atrasem no primeiro dia de trabalho, que o candidato desista porque encontrou uma oportunidade que julgou ser melhor naquele momento etc. Mas, sua empresa irá determinar os outros 90% dos fatos.

Quer saber como? Com a sua reação. Reação da sua equipe de liderança, gestores, executivos e todos os envolvidos.

O que a sua empresa/equipe pode fazer agora e que ainda não fez para melhorar essa situação e conseguir atrair e reter os melhores profissionais?

Lidamos com pessoas e por não ser uma ciência exata, o processo de recrutamento e seleção é sempre um desafio!

Abraços,

Luisa Reis
Diretora Comercial & Coach na Habittus Gente & Gestão
[TheChamp-Sharing total_shares="ON"]