image-from-rawpixel-id-2307630-jpeg

Você se considera produtivo ou ocupado?

Tempo de leitura: 2 minutos

Estes conselhos irão deixar você mais produtivo.

Aqueles profissionais que ficam pouco tempo desempregados tem algo em comum. Você sabe o que é?

Normalmente eles aprendem, desenvolvem-se e principalmente, saem da zona de conforto. A receita não garante 100% a sua aprovação no processo seletivo, mas reduz significativamente a sua chance de ficar desempregado.

Com a simples prática dos conceitos abaixo, garanto que sua carreira será muito mais produtiva.

 #1 – Conheça suas aspirações!

Sabe dizer o que o mercado de trabalho espera do profissional que ocupa as cadeiras nas quais você deseja sentar? Você já pesquisou quais são as etapas, os caminhos e os prazos para alcançar os objetivos?  Você tem clareza do que quer para a sua carreira?

#2 – Quanto às suas qualificações, seja realista!

Procure fazer uma autoanálise fria sobre si mesmo para ter certeza de que não está superestimando suas qualificações técnicas e comportamentais, em geral, nossa percepção sobre nós mesmos tende a ser mais favorável do que a forma como outras pessoas nos percebem.

#3 – Saiba o que você realmente quer!

Se você tem interesse em iniciar um segundo curso universitário por um desejo pessoal, vá correndo e seja feliz. Mas não caia no erro de iniciar uma nova graduação ou outra atividade de qualificação apenas por achar que vai ser importante para a sua carreira. Nesse caso, é importante que você pesquise para ter certeza da relevância do aprendizado.

#4 – Inglês ou especialização?

Você ainda não domina o idioma e está pensando em iniciar o curso, verifique se dentro do seu plano de carreira faz mais sentido priorizar uma graduação, um curso de especialização ou o inglês. A fluência no inglês ainda segue como uma das principais deficiências dos brasileiros quando o assunto é preenchimento de vagas no mercado de trabalho, o que faz com que o aprendizado do idioma seja realmente muito importante. E não caia na armadilha de achar que é discriminação das empresas exigir de um segundo ou até mesmo um terceiro idioma.

#5 -Alto nível. Mantenha o seu aprendizado sempre em alto nível.

Para não se tornar obsoleto sem nem mesmo perceber, mantenha-se atualizado sobre o que acontece no mercado de trabalho, principalmente sobre as exigências com relação ao nível de conhecimento dos profissionais na sua posição, acima e abaixo dela.

Com essas simples dicas sua carreira vai decolar.

Luisa Reis  é uma das mentoras da Consultoria Habittus Gente & Gestão. Você pode reservar uma sessão de aconselhamento/ mentoria de 50 minutos com ela antes de sua próxima entrevista de emprego para obter aconselhamento personalizado.